quarta-feira, 1 de agosto de 2012

cordel fachadas

(Anna Mariani. Pinturas e platibandas, 1987)

Não me lembro se Joana
Era o nome da menina
Tão bonita inteligente
Tão cheirosa coisa fina
Ela disse que morava
Numa casa de esquina.

Para lá nos dirigimos
Eu sorria ponta a ponta
Ter ao lado moça bela
Já não é de pouca monta
E por ser primeira vez
É de se levar em conta.

Certa hora ela me disse:
- Quando a gente lá chegar
E a fachada você vir
Não se apresse a imaginar
Como é dentro vendo fora
Você vai se enganar
.

- Fique em paz não há problema
(Ah lembrei era Luana)
Eu sei bem como que é isso
Minha casa é que engana
A fachada é um lixo
Mas por dentro é bem bacana
.

Ela então emudeceu
Eu nem quis saber porquês
Mas chegando e vendo a casa
Constatei vejam vocês
A fachada era bacana
Foi nossa última vez.

6 comentários:

  1. reservei esta semana para os cordéis. gracias, Mariza!

    ResponderExcluir
  2. Salve, Alberto! Merci! Vamos fazer um cordel Nóstres!

    ResponderExcluir
  3. bem legal, vagner. me lembra uma situação que vou postar no fb agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilha, Sérgio! Vou lá olhar. Um abraço!

      Excluir